12 de mar de 2009

PARIS, TEXAS



O filme mergulha na quase lunar e a vezes semi-desértica paisagem texana com uma belíssima abertura em olhar de pássaro e apresenta um homem caminhando sobre o vazio (Harry Dean Stanton como Travis). A monotonia e a ausência do próprio que até é uma constante na obra de Win Wenders (Lisbon Story) aproxima este filme à obra pictórica de Edward Hopper – na regularidade da paisagem americana que monótona e à vez revela um ocasional personagem, um detalhe fortuito, um objecto casual ou um cartaz acidental, trabalhando a depuração e o ascetismo de beira de estrada americanos como tema central da história.

(...)

Leiam mais na Take n13, em : http://www.take.com.pt

Nenhum comentário: