27 de abr de 2008

Shortbus



Recommended by my friend So, este filme, apesar das cenas explícitas de sexo, acho que pretende ser sobre amor e sexualidade, mais do que sobre sexo. Sofia é uma terapeuta sexual que nunca teve um orgasmo, James e Jamie são dois homossexuais que pretendem uma terceira pessoa na relação (no final percebe-se o porquê) e a Severin, uma dominadora que quer ter uma relação estável com alguém. Acabam todos por se conhecer e encontrarem-se numa espaço underground conhecido por Shortbus. Nós, espectadores, somos uns voyeurs (e como tal, também participantes) destes retratos da intimidade.

3 comentários:

rafa disse...

vi e adorei! adorei! revi-me a ver Larry Clark e o seu violento Kids e aquele Soderberg mais antigo, o Sexo Mentiras e Vídeo em que já se chocavam as pobres mentalidades burguesas com o chocalhar de conceitos tão puros como a afirmação sexual, a formação sexual, a descoberta sexual e a igualdade sexual!

Shotbus é cru, é duro e é hilariante, é delicioso! Adorei!!! Amei!!!!

Si disse...

Já falta pouco para eu ver também este Shortbus - comprei-o esta semana e já está a caminho da minha caixa de correio :)

Si disse...

Finalmente vi Shortbus. Mas quero ver outra vez - para aprender e apreender mais e melhor :)
Achei giríssima a alusao daquela "tensao" ao apagao de NY.
Ah, e descobri um outro uso para a minha bola de pilates ;) ;) ;)
bjs