3 de mar de 2008

SARAH KANE :: TEATRO COMPLETO

Recomeço a minha participação (diversos problemas pessoais castradores adiaram-me) com uma colectânea difícil - talvez se tenha tornado ainda mais difícil a leitura pelo momento estranho em que vogava até há uma semana atrás e que o livro acompanhou, suavemente, não alimentando o meu mal estar, mas acrescendo imagens e imagens à minha percepção de decadência do ser humano.

Falo de Teatro Completo de Sarah Kane, edição disponível em português pela Campo de Letras dentro da colecção Campo do Teatro, n11, com tradução de Pedro Marques e que inclui as peças BLASTED, PHAEDRA'S LOVE, CLEANSED, CRAVE e 4:48 PSYCHOSIS, respectivamente Ruínas, Amor de Fedra, Purificados, Falta e 4:48 Psicose.

A obra desta dramaturga e encenadora inglesa é demasiado intensa para que ao lê-la não se pressinta algo de mau espreitando dentro de nós ou vindo do outro, é demasiado vísceral, truculenta, desumana, carnívora da nossa espécie! Deveria ser catalogado, caso existisse uma óbvia catalogação, de obra para adultos, não comestível por um qualquer, acessível apenas a não impressionáveis e a capazes de aperceber, na construção do texto de Kane e da desconstrução mental que se lhe segue bem de perto, da réstea de esperança na absolvição e redenção do homem e da mulher.

Centrei-me na peça 4:48 Psychosis que é um contínuo grito de Sarah posta em palco - é ela a personagem e dramaturga, é a ela que vemos, é aqui que ela se revê, nesses momentos íntimos, cheios, vazios, ocos, finais, até a essa última hora, as 4:48 da manhã.

Aconselharia este livro a quem não se importe de levar um soco fortíssimo no estômago e lhe consiga sobrevir! É de ler, no entanto e atentamente. A leitura é diferente porque se trata de uma peça de teatro e é a primeira que aqui se expõe / propõe. Eu por mim também foi a primeira que li sem ter visionado antes a peça - normalmente é um caminho que percorro, após ver a peça e caso esta me tenha marcado, compro o livro.

curiosidades :

1.As peças foram todas postas em cena em portugal pelos Artistas Unidos e encontra-se em produção pelo Estúdio Zero - As Boas Raparigas do Porto o 4:48 psicose.
2.Blasted foi composto ainda quando Kane frequentava o curso de artes em Bristol
3.Crave foi escrito sob o pesudónimo marie kelvedon
4.Kane também escreveu o guião para uma curta, Skin.

enlaces :

artistas unidos
as boas raparigas

12 comentários:

Si disse...

Meu querido, que bom ver-te regressar!
Saudadinhas!
bjnh

rafa disse...

:) beijão!

rafa disse...

ATENÇÃO :

A foto de capa do TEATRO COMPLETO de Sarah Kane é de Silvie Rocha, actriz dos Artistas Unidos de LX, companhia que levou à cena todas as peças de Kane.

Estão neste momento no Convento das Mónicas à Graça, mas estiveram no espaço A Capital, Teatro Paulo Claro, ao Bairro Alto.

rafa disse...

errata ao antes :

(nota) em vez de atenção

leia-se: a foto é com silvie rocha, e não de silvie rocha

:) preciosismos

rafa disse...

grrrrrr
SYLVIE ROCHA!!!!

agora acertei bolas!

Anônimo disse...

as boas raparigas vão estrear na quinta a peça 4.48 Psicose, já estive no site e o cenário que vão utilizar é brutal!!

Mike

rafa disse...

eu sei... fiquei em segundo no concurso de cenografia, grrrrr...
boa estreia, cá espero os convites :)

Natália Pinheiro: disse...

Onde achou o livro?!

Rafa disse...

olá, natália, bem vinda ao LendLeg

encontrei o livro numa livraria do chiado na secção de teatro da qual não me recordo o nome, mas é na rua garrett em frente à bertrand, um pouco antes do café benard. não adianta perguntar a quem trabalha lá - não conhecem!!!! - mas quando o comprei havia ainda duas cópias! se não o encontrares por lá, tenta a pequena livraria dos artistas unidos no convento das mónicas, travessa das mónicas na graça, bem perto do miradouro da graça!

beijo e boa sorte!
rafa

rafa disse...

olá, bem vinda ao LendLeg Natália!

Encontrei o livro numa livraria da rua garrett no chiado em lisboa, de que não me recordo do nome! fica em frente à bertrand logo antes do café benard. tinham lá mais 2 exemplares, portanto, corre!!

se n o encontrares por lá, vai à pequena livraria dos artistas unidos no convento das mónicas, travessa das mónicas na graça, perto do miradouro da graça!

bj

rafa disse...

livraria sá e costa!!! :) é essa

Anônimo disse...

Você sabe onde encontro o filme dela "Crave" legendado ou ñ tem?