26 de nov de 2008

Blindness


Finalmente estreou o filme pelo qual espero há tanto tempo!
Depois de acompanhar os acontecimentos das filmagens, através do blog do realizador Fernando Meirelles, fiquei super curiosa para ver o resultado final.
Blindness, baseado no livro "Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago, mostra-nos o quão importante a visão é e o caos em que a vida se pode tornar quando não se vê: uma misteriosa cegueira branca cega toda uma população, com a excepção de uma mulher, e assim surge o desespero e, consequentemente, o caos.
Julianne Moore está fantástica como mulher do médico (a mulher que não cega) - até a sua pele pálida é perfeita para este papel. Gostei dos actores do grupo de personagens principais - acho que encaixam bem nas suas personagens. Tenho ainda que acrescentar o (meu adorado) Gael García Bernal no papel de Rei da camarata 3 - até a ser mau ele é bom ;-) ;-)
Adorei o livro, adorei o filme.
Muita gente diz que os filmes baseados em livros nunca são a mesma coisa (óbvio que não - impossível ter num filme todos os pormenores que um livro tem!), mas acho que este filme passa muito bem a ideia do livro e para mim valeu a espera! :-)
VER trailer.

7 comentários:

Ana disse...

É um filme que nao quero perder! Tenho de falar com o informático... A ver se há novidades (mas acho que nao)

trutasalmonada disse...

eu li e vi... a cegueira, com meus olhos 'cegos' pela urbanização tumultuosa, pelos excessos de estímulos gráficos e poluídos das cidade que habito e pelas limitações da minha existência... ainda não descortinei uma série de conteúdos que me ficaram a bailar...requer conversar alto contigo e outros...até à tua volta

Anônimo disse...

anonino said:
benhe, eu gustaba mt dir ber esse filme, mas as crianxas num deixam!
fico xega xo de penxar que num conxigo ir!
ps- enquanto a criança mamava li o livro, e gostei.Realidade complexa a nossa!
Nós tivemos 1 pq amostra qd houve greve de transportes europeu, o combustível acabou nas bombas e houve corrida aos super mercados!

Si disse...

Exacto anónimo! Eu pensei nesta história quando houve aquele caos em Pt, com os camionistas a fazerem greve e as pessoas a correrem para os supermercados com medo que comida acabasse. Portanto esta ficcao nao está assim tao longe da realidade...

rafa disse...

Já tinha visto - mediano.

rafa disse...

E li há anos a trilogia :)

Ana disse...

Bem, o informático lá resolveu a coisa, e finalmente ontem começámos a vê-lo.
(Não li o livro)
Achei a história interessante, bem como as personagens, as cores de fundo (que são quase as mesmas das personagens), e não achei de todo ofensivo para quem é invisual (como se fartaram de dizer nos EUA, acho). É um filme que retrata o caos em que o mundo pode viver e até em algumas zonas vive. E acho que por isso mesmo, quando chegou a cena em que mulheres eram trocadas por comida, desliguei o filme. Não consegui ver mais. Porque isto não é ficção! E não falo da prostituição de luxo. Falo das restantes que em muitos casos viraram-se para esse caminho para poderem comer e alimentar os seus filhos.
A personagem mais marcante para mim, do filme, foi o "Rei da Ala 3". Um único gajo que por andar de arma na mão tinha o "poder" nas suas mãos. UMA arma conseguia tudo. No mundo real, quantas armas existem e quantos passam fome...?
(agora vou ver se descubro algures o final escrito do filme :) )