23 de abr de 2008

The Fox Busters


Comecei a ler este livro há 2 anos.
Sim. Ok, podem rir. Muito alto! Eu deixo.
O meu rapaz achou que este livro era uma boa maneira para me iniciar na leitura em inglês. Não podia estar mais enganado! Literatura infantil não significa literatura fácil. Neste caso significa "bem difícil"! Não entendia palavra atrás de palavra. E fui deixando o livro de lado... Mas como não gosto de deixar livros a meio, achei que as férias seriam uma boa altura para o terminar. E sempre teria o meu "dicionário" automático mesmo ali ao lado :)
The Fox Busters fala da vida das galinhas da Foxearth Farm e dos problemas que umas certas raposas começaram a criar. Transcrevo uma parte do prólogo:
"The chickens of Foxearth Farm were a very special lot and far more difficult to catch than the average, fat, dull chicken. (...) they had long legs which made easier to run away (...).They are quick-witted too, and never dawdled about the farm daydreaming. But most important of all, they could fly! They really could fly - up and away and out of the reach of foxes.
The Foxearth fowls found their names on the bits of writing scattered about the farm, like Fisons and Leyland, Trespassers and Beware Of. Then one day (...) a bold rooster bearing the noble name of Massey-Harris became the father of three chicks so exceptional that they deserved the honour of being given brand new names for it turned out that the astonishing sisters Ransome, Sims and Jefferies could fly a great deal faster, higher and farther than any chicken had done before them."
O autor Dick King-Smith teve uma quinta e foi daí que retirou muitas ideias para escrever sobre animais.
Das coisas que achei mais piada foi aos nomes que as galinhas davam aos pintainhos. Qualquer coisa escrita passava a nome próprio no universo do galinheiro. A avó Goodyear é um bom exemplo!
A forma de pensar destas galinhas também me fez rir várias vezes, assim como o horror a algumas expressões/palavras que nós, humanos, usamos no dia a dia!
"There were a number of words not normally used in polite conversation within the flock. These were almost without exception terms relating to the shameful uses to which people put the chicken and its product, the egg. Verbs like 'to roast', 'to grill', or 'to fricassé', nouns like 'giblets', 'livers' and the disgusting 'omelette', adjectives such as 'fried', 'scrambled', 'baked', 'poached' and 'Scotch' - all these came under the general heading of 'fowl language', and were only made use of very occasionally at times of stress."
Deixo-me de inglesises e volto aos livros em português! ufa ;)

2 comentários:

disse...

Agora devias dar um livro português ao Ben! Posso sugerir Memorial do Convento do Saramago?

Si disse...

Pois devia! Para já dei-lhe o Ensaio sobre a Cegueira, mas em ingles... :) ("Blindness" - que vai sair em filme este ano!).