16 de fev de 2009

Alta Fidelidade


Sou uma obcecada por encontrar soluções para a vida nas letras das músicas. Mais ainda agora que me entram mil músicas novas pela casa adentro todas as semanas. Rob Fleming, o narrador-personagem principal deste livro (que já virou filme), dono de uma loja de discos, conta como também fazia isso, principalmente em momentos de coração despedaçado. Mais ainda, faz listas e listas e tops de músicas para tudo: melhores músicas sobre amor, sobre morte. Sobre morte? Que música quereriam no vosso funeral? Conhecem alguém que tenha pensado nisso? Eu pus-me a pensar.

Mas adiante... Não sou fã de descrever a história dos livros ou dos filmes, prefiro pensamentos paralelos. Um livro sobre música? Vale a pena. Porque é mais do que isso. É, como disse a pessoa que me ofereceu o livro há pouco mais de 8 anos (miúdas! pay attention!): «um livro com piada [porque] na minha opinião, muitos rapazes têm parecenças com a personagem principal, na maneira de verem as relações e de agir nelas». Acreditem! Aqui há respostas para a pior coisa que podem fazer a um homem ou até o que eles pensam quando parece que têm o cérebro desligado de qualquer fonte de alimentação.

2 comentários:

rafa disse...

este é dos filmes preferidos! TOP

rafa disse...

Alta Fidelidade é um dos meus filmes preferidos ! TOP TOP :)